• Olga Durães

Retiro de meditação

8h por dia meditando. 9 dias assim. 72h no total. Fazendo os cálculos isso seria mais de dois meses da minha prática diária. Entrei em contato com todos os obstáculos possíveis e imagináveis: sonolência (me vi "pescando" na prática das 6h) apego (tive uma ideia de fazer uma tatuagem e gastei horas elaborando como seria), aversão (o que eu tô fazendo aqui?) inquietude (o corpo dói) dúvida (continuo com ver, ouvir e sentir ou mudo pra atenção plena na respiração). Os cinco primeiros dias foram intensos: injeção num quarto sem luz, banheiro dividido entre 15 mulheres, tédio na meditação caminhando, ver minha fisionomia no espelho super séria e abatida. O coração apertado de saudade do Fabrício e da Lola. Como eu já havia vivido uma experiência de quatro dias encantada com as flores, árvores e plantas precisei engolir em seco pra suportar um lado mais real da minha prática. Nessas horas só as aulas do Santikaro me fizeram continuar. Do sexto dia em diante eu estava mais acostumada com tudo. De fazer um prato maior para me abastecer até a próxima refeição (eram 3 por dia) a sorrir para minha trilha sonora mental muitas vezes insuportável (indo de Anitta a Ludovico Einaudi). Então parafraseando Jojo todynho "que retiro foi esse?" Posso dizer que foi um retiro pra me tirar da zona de conforto. Agradeço ao Ricardo Sasaki pela coragem de promover um evento assim (deve dar um trabalhão) e ao Santikaro por compartilhar tanta sabedoria (não tenho palavras pra descrever o privilégio que foi desfrutar desse conhecimento). Agradeço também a força do grupo que mesmo sem se falar se apoia incondicionalmente.

17 visualizações

© 2023 por Danielle Jones. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now